Fique por dentro
   

Notícias

CAMPANHA SALARIAL / 2021.

28/09/2021

CAMPANHA SALARIAL / 2021.


Companheiras/os...


As rodadas de negociações desta Data Base no âmbito estadual continuam. Em linhas gerais, os Grupos patronais estão oferecendo a renovação das cláusulas sociais por 02 anos e reposição da inflação do período (10,42%) dividida em 2 ou 3 vezes, dependendo o grupo. Somente no final da tarde de ontem (23) um Grupo Patronal ofereceu 10,50% de reajuste em uma única vez.


No dia 23/09, foram votadas e reprovadas às propostas da Baldan e Marchesan, que estabeleciam Reajuste de 13% (INPC + aumento real) a partir de 1º setembro/21, Abono de R$1.300,00 e a renovação das cláusulas sociais e protetivas por 02 anos.


Os 13% de reajuste seriam aplicados na Marchesan para aqueles que ganham até R$10.000,00. Para salários acima desse teto o reajuste seria fixo no valor de R$ 1.042,00. Na Baldan seria aplicado nos salários até R$12.867,14 e acima desse valor o reajuste seria de 10,42%.


Estas propostas ainda não atingem as expectativas do Sindicato, embora estejam acima dos acordos realizados no Brasil e das propostas estaduais. Entendemos que nestas condições o acordo seria inferior ao de 2020, pois o aumento real seria menor e queremos ainda a inclusão de uma cláusula contra a rotatividade, o que não fez parte das propostas.


IMPORTANTE destacar que propostas sem as cláusulas sociais e protetivas, ainda que ofereçam reajustes bem maiores que estes, NÃO SÃO FAVORÁVEIS AOS TRABALHADORES, pois ficam sem proteção e a mercê de seus patrões.


Mesmo neste contexto de pandemia e de retirada de direitos (reforma trabalhista, previdenciária, terceirização e MPs que precarizaram as condições de trabalho), o Sindicato vem atuando fortemente para manter nossas conquistas históricas e amenizar os efeitos negativos sobre os metalúrgicos de Matão.


Contudo, infelizmente, é cada vez mais comum nos depararmos com situações de trabalhadores que estavam nas principais empresas de nossa cidade e hoje estão sujeitos a contratos intermitentes, por tempo determinado ou que prestam serviços como MEIs e perderam, praticamente, todos os seus direitos.


Também é cada vez mais comum chegar ao Sindicato, trabalhadores que não tiveram seu “acerto de contas” pago corretamente e que deixaram de receber multas ou valores a que teriam direito, uma vez que, por Lei, as empresas não são mais obrigadas a fazer as homologações no Sindicato.
Por isso, não abrimos mão de garantir a renovação das cláusulas sociais e protetivas nas empresas que já as têm no acordo e de incluí-las naquelas que ainda não têm. JUNTOS, VAMOS À LUTA!!!


Distanciados para proteger vidas, juntos na luta por direitos!!!

A Diretoria


•  Veja outras informações
 
SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE MATÃO
Rua Sinharinha Frota, 798 - Centro - Cep 15990-060 - Matão / SP
Fone: (16) 3382-5944 / E-mail: atendimento@metalurgicosdematao.org.br