Fique por dentro
     

Notcias

Brasileiros reagem aos golpistas e cruzam os braos

14/11/2016

Por todo o País, trabalhadoras e trabalhadores protestam contra PEC 55 e retrocessos do governo ilegítimo de Michel Temer

Por: Administrador - Publicação: 11/11/2016

Foto: CNTTL/CUT

 
Foto: CNTTL/CUT

ImprimirTwitter   A+ A-

Fonte: CUT

 

Desde a madrugada desta sexta-feira (11), trabalhadoras e trabalhadores de todo o País saíram às ruas para protestar contra a PEC 55, conhecida como "PEC da Morte", e contra os retrocessos promovidos pelo governo ilegítimo do presidente Michel Temer (PMDB).
As atividades são parte do "Dia Nacional de Greve", chamado pela CUT e demais centrais sindicais.

Entre as ações, houve ocupações de universidades, rodovias trancadas, garagens de ônibus foram fechadas, prédios de estatais também foram tomados e diversas categorias paralisaram. Confira as ações por estado:

ALAGOAS
Na capital Maceió cerca de 5 mil realizaram marcha pelo Centro da Cidade, onde bloquearam a Rua do Sol, principal rua do comércio. Paralisações dos rodoviários e bloqueios de pistas em vários pontos da capital marcam o dia de luta contra a PEC 241/55.

No interior do estado, movimentos populares mobilizam-se nas regiões do Sertão, Agreste e Zona da Mata. As atividades acontecem nos municípios de Delmiro Gouveia, Arapiraca e Palmeira dos Índios.

AMAPÁ
Campus binacional do Oiapoque da Universidade Federal do Amapá – ocupado

BAHIA
Zona rural trava o trevo Serrinha
Empresa Camurujipe parada
BR 101 em Santo Antonio de Jesus na Bahia - trancada
Salvador sem coleta de lixo
Pólo industrial fechado às três vias
Feira de Santana – rodoviários parados
Edifício administrativo da Petrobras em Salvador ocupado pelos manifestantes
BA 535 Via Parafuso. Centrais sindicais e movimentos populares bloqueiam via de acesso ao Polo de Camaçari
2 atos programados para parte da tarde

Salvador também parou com a greve dos trabalhadores e trabalhadoras do transporte coletivo. A paralisação, acompanhada de protestos dos sindicatos nos terminais de ônibus, começou às 4 da manhã e os ônibus voltaram a circular após as 8 horas, gradativamente.

Em Feira de Santana, os trabalhadores e trabalhadoras das empresas de fretamento de ônibus pararam integralmente até as 7 da manhã. Com isso, trabalhadores de empresas que usam os ônibus fretados promoveram atrasos na entrada dos turnos.

 

BRASILIA

?

Rodoviários do DF na greve geral. Na capital do Distrito Federal, nas barbas do governo golpista de Michel Temer, todo o transporte público cruzou os braços. Os usuários ficaram a pé até as 9 da manhã, quando os ônibus voltaram a circular.
Limpeza urbana do Df na greve
Simbolizando a morte dos Direitos trabalhistas, cruzes foram posicionadas em frente ao Conjunto Nacional em Brasíla
Brasilia, Greve por todo lado. Manifestação em frente ao ministério da educação/Brasília.

 

CEARÁ

Caminhada pelo centro de Fortaleza pela manhã.

Ato em Fortaleza, contou c/ cerca  de 20 mil pessoas. Ato unificado das Centrais Sindicais, Frente Brasil popular é Frente Brasil Popular

 

ESPÍRITO SANTO

DL Gama e DL Sul  Sinslurb na greve nacional

Petrobras em São Mateus – manifestação

Ato foi no Km 67, da BR 101, em São Mateus, no norte do estado.

 

GOIÁS

Ato em Jataí-Goias

 

MATO GROSSO

Em Cuiabá - MT, juventude do MST contra PEC 55

 

MATO GROSSO DO SUL

Campo Grande - na Praça do Rádio Clube já reunidos cerca de mil pessoas, em sua maioria trabalhadores e trabalhadoras em educação, diversas entidades sindicais e estudantes.

Construção civil – manifestações

 

MINAS GERAIS

Ato na Câmara Municipal de Juiz de Fora

Manifestação na Praça Sete, em Belo Horizonte

 

PARÁ

Ocupada a sede do INSS em Abaetetuba, nordeste paraense, a 100 quilômetros de Belém.

Porto de Vila do Conde em Barcarena – ato pela manhã

Estudantes e sindicalistas concentrados em São Brás, em Belém. Daqui a pouco a manifestação segue pela Av. Almirante Barroso até a sede do Tribunal de Justiça.

Trabalhadores rurais na sede do Incra

Universidade Federal do Oeste do Pará ocupada.

 

PARAÍBA

Aterro sanitário de João Pessoa, parado.

 

PERNAMBUCO

Garagens de ônibus e principais avenidas fechadas.

Estradas trancadas: BR 101, BR 232, BR 408, BR 110, BR 428, BR 104 e PE 045, PE 050 E PE095

Ao todo 20 pontos de estradas e principais vias

Ruas e avenidas fechadas no Centro do Recife

Complexo do Porto de Suape parado

Metrô parou entre 4h as 8h da manhã

SUDENE, universidades e escolas públicas todas paradas.

Mais de 4 mil professores municipais paralisados:

 TOTALMENTE PARADOS

- São Lourenço da Mata -   576 professores;

- Inajá  - 235 professores;

- Santa Cruz do Capibaribe -   467 professores;

- Águas Belas -   378 professores;

- Surubim- 275 professores;

- Itacuruba- 130professores;

- Quipapa - 320 professores

- Tacaimbó- 132professores;

- Itapetim - 183 professores;

- Quixaba - 134 professoees;

- Iguaraci - 185 professores;

- Santa Cruz da Baixa Verde -  145 professores;

- Calumbi - 134 professores;

- Itaquitinga 153 professores

- Aliança- 467 professores;

- Camutanga-57 professoes

PARCIALMENTE PARADOS

- Tabira;

- Sanharó

- Manari

- Mirandiba

- Verdejante

Freitas Miguelinho, com180 professores e Santa Maria do Cambucá, com 220 professores

 

PIAUÍ

Em Picos, rurais fizeram manifestação

Em Teresina, motoristas e cobradores do transporte público pararam em peso suas atividades na parte da manhã

 

RIO GRANDE DO NORTE

5h – 12 pontos das principais BRs e rodovias estaduais trancados

Em Natal, a adesão atingiu 100% das garagens na manhã de hoje. A atividade foi organizada pelo sindicato do setor filiado à CUT.
 

 

RIO GRANDE DO SUL

Piquete na Carris, empresa pública de ônibus de Porto Alegre, logo cedo. Pelotão de Choque da Polícia Militar garantiu a saída dos ônibus  com spray de pimenta em nossos olhos.

Universidade Federal de Santa Maria ocupada;

Estudantes e militantes do MTST param Av. Bento Gonçalves em Porto Alegre nessa manhã.

Paralisação na Gerdau no RS um sucesso desde das seis da manhã

Manifestações em Campus do Vale

Ato e caminhada operária e estudantil em São Leopoldo

 

RIO DE JANEIRO

Portuários fizeram protesto pela manhã no cais e nos terminais da cidade Macaé

Petroleiros Caxias RJ

Estudantes saíram em marcha pela avenida rio branco e ocuparam contra o PL 55

 

SANTA CATARINA

Floripanópolis, amanhece sem ônibus circulando

Estudantes barraram entrada da IFSC

Piquete em frente à empresa Biguaçu, desde as 4h30; em frente ao campo do Figueirense, tudo parado

Chapecó – 3 mil trabalhadores concentrados na Praça Cel. Bertaso. Sairão em marcha até o INSS, CEF e GERED

 

SÃO PAULO

Guarulhos que atinge 99 linhas de ônibus paradas pela manhã . A cidade de Guarulhos amanheceu parada por conta da paralisação dos motoristas, cobradores e trabalhadores das garagens de ônibus. O principal terminal da cidade parou. 500 mil usuários foram informados sobre as razões do protesto.
Sorocaba, rodoviários parados até 12h

Arujá – rodoviários 100% parados

Sorocaba – rodoviários parados

Osasco – panfletagem na estação de trem

Anhanguera- SP - Entrada de Sumaré

Empresa Rhodia Paulínia. Químicos Unificados da Intersindical - Complexo Rhodia agora, paralisação de várias categorias.

Paralisação na Anchieta - FBP

Hospital das clinicas São Paulo – manifestação

Em São José dos Campos, o sindicato dos rodoviários do Vale do Paraíba realizou passeata pelas ruas do centro da cidade, com panfletagem e debate com a população.
Na capital paulista, Avenida João Dias, estrada de Itapecerica e M’ Boi Mirim amanheceram paradas.

- Rodovia Bandeirantes com Avenida Amoreiras, em Campinas, foi fechada também pela manhã.
- Rodovia Anchieta, Dutra, Régis Bittencourt, Anhanguera e trecho da Jacu Pêssego também tiveram bloqueios e manifestações.
CATEGORIAS QUE ADERIRAM
. Metalúrgicos
. Químicos
. Bancários
. Petroleiros
. Professores
. Eletricitários
. Servidores Federais
. Servidores municipais
. Condutores de várias cidades de SP, de Recife, de Natal, do Distrito Federal
Trabalhadores da Sabesp da capital paulista e cidades da Grande São Paulo, como em São Bernardo do Campo, e também no interior, nas cidades de Taubaté, Pindamonhangaba, São José dos Campos, Itapetininga, Avaré, Itapeva, Presidente Prudente, entre outras.
- Em Emerlino Matarazzo, vidreiros paralisados na antiga Cisper, atual Owens Illinois - fabricante de embalagens de vidro mundial.
- Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região realizaram paralisação em diversas agências, CAT, ITM, etc.
Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo e servidores da saúde protestaram em frente ao Hospital das Clínicas.
- Hospital do Ipiranga teve paralisação.
Mobilização dos trabalhadores na Comgás-Figueria-Brás.
Sindema realizou uma aula pública pela manhã.

Bauru
Transporte parou pela manhã e manifestantes estão em vigília em frente à Câmara Municipal. A atividade é organizada pela Frente Brasil Popular (FBP), Apeoesp e estudantes e segue até o final a tarde.  

Sinergia realizou panfletagem pela cidade.

Bragança Paulista
Trabalhadores/as da Energisa realizaram assembleia

Campinas
Trabalhadores da construção civil da Sirius pararam.
Além de trancaço na rodovia, trabalhadores, militantes e estudantes fizeram ato conjunto na cidade pela manhã.

Diadema
Químicos na empresa Tirreno Indústria e Comércio, no bairro Vila Conceição, pararam nessa manhã.
Metalúrgicos panfletaram no terminal metropolitano do Piraporinha.

Guarulhos
Trabalhadores do transporte de Guarulhos e Arujá paralisados. Teve adesão massiva na região. Depois, teve ato e caminhada pelo calçadão comercial.

Itapeva
Transporte urbano nas cidades de Itapeva, Itararé e Capão Bonito parado. Condutores da empresa Jundiá cruzaram os braços também. Todos eles fazem parte da base do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e região.

Limeira
Condutores de Limeira também atrasaram entrada de turno esta manhã e realizaram assembleia.
Servidores municipais realizaram ato em frente à prefeitura.
Bancários também pararam.

Mauá
Na Recap, trabalhadores próprios e terceirizados ficaram mobilizados desde às 6h. Também participam do ato aposentados do Daesp e militantes de movimentos sociais.

Mogi das Cruzes
Trabalhadores/as da empresa Melhoramentos cruzaram os braços.

Ourinhos
CUT Ourinhos, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Autárquicos de Ourinhos e Região (Sinserpo) e militância foram para as ruas panfletar e dialogar com servidores e população.

Osasco
Panfletagem na estação de trem de Osasco e depois ato com caminhada pelas ruas do calçadão.

Paulínia
Na Replan, os petroleiros paralisaram as atividades.

Piaui
Lojas do Centro foram fechadas e ônibus estão parados.

Santo André
As categorias se reuniram e fizeram panfletagem na cidade e nas agências bancárias paradas.
São Bernardo do Campo
Paralisação dos químicos na Empresa Nazca Cosmético, no bairro Cooperativa.
Ato no Pavilhão Vera Cruz com movimentos e sindicatos cutistas de diferentes categorias do ABC. Depois saíram em caminhada pelo centro.
São Carlos
Metalúrgicos atrasaram a entrada do turno e realizaram assembleias nas empresas Tecumseh I, Volkswagen e Electrolux.
Trabalhadores da CPFL também paralisaram as atividades nesta manhã.
São José dos Campos

Servidores municipais pararam e realizaram ato em frente à prefeitura.
Sorocaba
Transporte urbano, intermunicipal e rodoviário de Sorocaba, Votorantim, São Roque, Mairinque, Alumínio, Itapetininga, Tatuí, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora, Capela do Alto, Piedade, São Miguel Arcanjo e Pilar do Sul pararam. O transporte por fretamento, inclusive o escolar, também está sendo paralisado nessas cidades.
Trabalhadores da Ralip, fretamento de Araçariguama, região metropolitana de Sorocaba, também cruzaram os braços.
Trabalhadores/as do vestuário também pararam nesta manhã.
Registro
Instituto Federal de Registro, no Vale do Ribeira, parou.
Ribeirão Preto
Trabalhadores do Hospital das Clínicas pararam

TRANCAÇOS
- Na capital paulista, a Avenida João Dias, estrada de Itapecerica e M’ Boi Mirim amanheceram paradas. Movimentos sociais, como o MTST, fecharam as vias e as seguintes rodovias: Anchieta, Anhanguera, Dutra, Regis Bittencourt e Bandeirantes (toda região de São Paulo).
- Na via Anhanguera, na entrada de Sumaré, também teve protesto e paralisações.
- Rodovia Bandeirantes com Avenida Amoreiras, em Campinas, foi fechada também pela manhã.

 

Agência de notícias da  FEM-CUT/SP
imprensa@fem.org.br

Jornalista responsável: Marina Selerges

Siga-nos: www.twitter.com/femcut
Facebook: www.facebook.com/fem.cutsp

 


•  Veja outras informaes
 
SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE MATÃO
Rua Sinharinha Frota, 798 - Centro - Cep 15990-060 - Matão / SP
Fone: (16) 3382-5944 / E-mail: atendimento@metalurgicosdematao.org.br