Fique por dentro
   

Notícias

FEM/CUT discute rumos da Campanha Salarial 2016 em Sorocaba

14/11/2016

O presidente da Federação dos Sindicatos dos Metalúrgicos da CUT-SP, Luiz Carlos da Silva Dias, o Luizão, comandou o encontro, no qual foi apresentado um balanço pelos sindicatos presentes

Por: Administrador - Publicação: 04/11/2016

No encontro, Luizão salientou que cerca de 85% da categoria no estado já fechou acordo. Foto: Foguinho/ Imprensa SMetal

 
No encontro, Luizão salientou que cerca de 85% da categoria no estado já fechou acordo. Foto: Foguinho/ Imprensa SMetal

Sindicatos de várias regiões do Estado de São Paulo se reuniram, nesta sexta-feira, dia 4, no Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) para avaliar e definir encaminhamentos da Campanha Salarial 2016 da categoria.

O presidente da Federação dos Sindicatos dos Metalúrgicos da CUT-SP, Luiz Carlos da Silva Dias, o Luizão, comandou o encontro, no qual foi apresentado um balanço pelos dirigentes sindicais presentes. Luizão salientou que cerca de 85% da categoria no estado já fechou acordo, garantindo ao menos o INPC, que é de 9,62%, além de manterem importantes cláusulas sociais.

Luizão disse que 2016 foi um dos anos mais difíceis que a FEM/CUT esteve à frente da campanha salarial. "Temos uma crise econômica pesada, uma crise política gravíssima, onde se criou um ambiente de retirada de direitos e isso influenciou demais a campanha. Então, o ânimo empresarial era muito baixo e, em alguns casos, a lógica da retirada de direitos é que prevaleceu, isso tornou o ano bastante difícil".

Para ele, o índice de acordos alcançados até o momento mostra que os metalúrgicos do Estado de São Paulo ainda são muito fortes. "Mas não pode fazer com que a gente ache que está bom e vamos parar. Nós vamos continuar insistindo, nosso objetivo é chegar a 100% dos metalúrgicos, todos eles contemplados com o INPC, de 9,62%, de reajuste".

O presidente do SMetal, Ademilson Terto da Silva, falou da necessidade de pressionar e buscar outros meios de negociação. "Esse formato que estamos vendo não está dando resultado positivo para os trabalhadores. Então, precisamos, no momento adequado, ver nossas estratégias, tendo em vista que, nós metalúrgicos, somos uma categoria vanguarda na organização dos trabalhadores, de mobilização e campanha salarial positivas".

Uma nova reunião ficou agendada para o dia 23 de novembro, no SMetal, para dar andamento nas discussões dos próximos passos da Campanha Salarial 2016. Além do SMetal, sindicatos de nove cidades participaram do encontro.

Agência de notícias da  FEM-CUT/SP
imprensa@fem.org.br

Jornalista responsável: Marina Selerges

Siga-nos: www.twitter.com/femcut
Facebook: www.facebook.com/fem.cutsp


•  Veja outras informações
 
SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE MATÃO
Rua Sinharinha Frota, 798 - Centro - Cep 15990-060 - Matão / SP
Fone: (16) 3382-5944 / E-mail: atendimento@metalurgicosdematao.org.br