Fique por dentro
   

Notícias

MATÃO PARTICIPA DO DIA NACIONAL EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA

26/03/2019

Na sexta-feira (22/03) – Dia Nacional em Defesa da Previdência Social – foram realizadas várias atividades em Matão. Logo pela manhã, o Sindicato dos Metalúrgicos de Matão realizou Assembleias com os trabalhadores, paralisando os trabalhos nas principais empresas metalúrgicas onde foram esclarecidos os prejuízos que a reforma trará aos trabalhadores e a necessidade da luta na defesa e na construção de um país que garanta um futuro de seu povo. Também foi feita a panfletagem de material para os moradores da cidade com o objetivo de que todos percebam as mudanças propostas e suas consequências na vida das pessoas. Dessa forma, todos poderão formar sua opinião e participar ativamente deste momento importante do país para que, de fato, as reformas sejam em benefício do povo e não de acordo com os interesses de alguns grupos.

À tarde, aconteceu o Ato Público contra a proposta da Reforma da Previdência, organizado pelos diversos Sindicatos de trabalhadores e Associação dos Aposentados.

Um grande número de trabalhadores e da parcela da população esteve presente na praça central, onde vários dirigentes sindicais puderam esclarecer os principais pontos da Reforma, que na verdade, se for aprovada, será o FIM DA APOSENTADORIA!

São eles: fim do direito constitucional do reajuste nas aposentadorias, pela reforma vai depender da “vontade” do governo dar ou não o reajuste; idade mínima para aposentadoria que hoje não tem, pois depende do tempo de contribuição, passará para 65 anos para homens e 62 para mulheres, o que é ilusório, pois a proposta deixa claro que essa idade pode mudar mediante os estudos de expectativa de vida do brasileiro; o valor dos benefícios sofrerão grandes perdas com a nova fórmula de cálculo, dificultando em muito a concessão de benefício com 100% do valor, que só será possível com 40 anos de trabalho; no casos de pensão por morte a viúva receberá apenas 60% do valor que o esposo recebia, caso tenha filhos menores, para cada um será acrescido 10%; aposentadoria por invalidez que passa de 100% para 60% com a reforma e mais 2% por ano acima dos 20 anos mínimos exigidos. Outros pontos cruéis da proposta da Reforma foram esclarecidos, e como pode ser notado, nada de bom virá para o trabalhador se esse desmonte social for aprovado pelo governo.

Também foi bem destacado que outras atividades serão organizadas pelas entidades sindicais buscando conscientizar a população de que não podemos aceitar quietos e de braços cruzados os desmandos de políticos que não reconhecem, nem tão pouco valorizam, aqueles geram riqueza do Brasil, ou eles acham que o PIB do país é gerado por quem?

O modelo da Previdência Social Brasileira sempre foi elogiado por diversos países, pois acima de tudo, inclusive de sua rentabilidade, é um PACTO ENTRE AS GERAÇÕES, os mais novos, em pleno vigor produtivo, contribuem para garantir o mínimo de dignidade aos mais idosos, que muito já fizeram pela nação.

Se é necessária a Reforma, que então comecem pelas empresas que devem milhões para Previdência, ou pelo próprio governo, que tira recursos da entidade para pagar contas da União e não repõem.

Ou ainda, pelos privilégios de políticos e militares. VERGONHA é fazer reforma TIRANDO DIREITOS DOS TRABALHADORES. Não se trata de Direita ou Esquerda, desse ou daquele partido ou político, a preocupação é com o POVO BRASILEIRO.

Portanto, que ninguém fique acomodado, participe dos atos em defesa dos seus direitos (e da sua geração futura).

Para o Brasil crescer ainda mais é preciso que o povo assuma sua condição de protagonista na decisão dos rumos que a serem seguidos.

ENTRE NESSA LUTA POR UM PAÍS QUE PROTEGE SEU POVO!!!

 

 

 


•  Veja outras informações
 
SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE MATÃO
Rua Sinharinha Frota, 798 - Centro - Cep 15990-060 - Matão / SP
Fone: (16) 3382-5944 / E-mail: atendimento@metalurgicosdematao.org.br