Fique por dentro
   

Notícias

ALERTA GERAL AOS METALÚRGICOS!!!

19/09/2017

Perigo da Pejotização
Os trabalhadores metalúrgicos de Matão já estão sentindo os efeitos da Reforma Trabalhista. O Sindicato recebeu relatos de que empresas de nossa
cidade já estão antecipando a aplicação
da Reforma Trabalhista, que começará a valer a partir de 11 de novembro de 2017. 

Estas empresas estão propondo que os trabalhadores abram suas próprias empresas para serem prestadores de serviços e não mais empregados.
Isso acaba com férias, horas extras, décimo terceiro, aviso prévio, FGTS e todos os demais direitos trabalhistas.

Outro aspecto importante que está sendo percebido é que as empresas maiores estão repassando serviço para empresas pequenas, abertas recentemente, ou seja, as grandes metalúrgicas da cidade estão fechando postos de trabalho. Não se engane, nesse processo, seus direitos e salário serão reduzidos.

Perigo do Trabalho sem Registro
É importante frisar que nas pequenas empresas, que estão prestando serviços para as maiores, sejam aquelas recentemente abertas ou as que já 
existiam e que começaram nestes ultimos meses a prestar serviços para as maiores, o número de trabalhadores sem registro aumentou drasticamente.

Perigo da Terceirização
Existem informações ainda de em

presas planejando terceirizar suas atividades e, conseqüentemente, precarizar as condições dos trabalhadores.

Veja quantos perigos o me-
talúrgico de Matão está correndo. Não é hora de vacilar e arrumar desculpas para fugir da luta!

Setor Administrativo
Fica um alerta especial aos traba-
lhadores do setor administrativo das empresas: Se não estivermos TODOS unidos para minimizar os impactos e proteger nossos empregos e direitos, todos sofrerão, mas as consequências recairão mais sobre os que estiverem isolados.

Pequenas e Médias Empresas
Alertamos os trabalhadores das 
Pequenas e Médias Empresas para que se unam nesta luta, pois neste ano, a estratégia de aguardar o resultado das maiores para depois negociar pode não ser o caminho mais indicado.

Assim convocamos todos os trabalhadores destas empresas para também participarem desta luta.

Vale ressaltar que nas reuniões ocorridas com empresas de nossa cidade, os patrões afirmam que não irão “Rasgar a Reforma Tra-
balhista”, pois lutaram para que a Lei acontecesse e que ela é: “o sonho de consumo” das empresas.

JUNTOS VAMOS A LUTA PARA GARANTIR EMPREGO E CONDIÇÕES DE TRABALHO DIGNO.
É hora de Luta, precisamos garantir nossos direitos, não podemos nos 
deixar levar pelo discurso patronal: “deixa como está para ver como fica” ao se referir as mudanças na legislação. 

Eles somente querem que abai-
xemos a guarda para impor todas as regras e condições que lhes forem mais favoráveis assim que a 
Reforma entrar em vigor, precarizando ainda mais as condições de vida dos trabalhadores para aumentar seu s Lucros.

Precisamos ter muito claro os PERIGOS que a Reforma Trabalhista 
representa na vida do trabalhador. 

Ao contrário do que o Governo Fe-
deral diz, a nova Lei NÃO VAI GE-
RAR EMPREGOS E NÃO VAI RECUPERAR A ECONOMIA.

Como poderia, se na prática você vai trabalhar mais, ganhar menos e sem garantias? Só na cabeça deles!!!


•  Veja outras informações
 
SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE MATÃO
Rua Sinharinha Frota, 798 - Centro - Cep 15990-060 - Matão / SP
Fone: (16) 3382-5944 / E-mail: atendimento@metalurgicosdematao.org.br